Escolha uma Página

Box Brazil

Fundada pelo empresário e cineasta Cicero Aragon em 2011, a programadora brasileira independente possui sua principal estrutura, com mais de 500 m2 em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, englobando central de operação, produção e distribuição própria de seus canais em HD e SD, sistema de UP Link, transmissão via satélite e por fibra, ilhas de edição, produção gráfica e render farm, além de um estúdio de gravação e produção musical.

Conta com time de mais de 70 colaboradores espalhados pelas unidades da empresa em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

A Box Brazil é a maior programadora independente brasileira e a única independente multicanal.

Com distribuição no Brasil, Estados Unidos, Europa e África, a empresa conta com cinco canais em seu portfólio.

Canais de TV por Assinatura

Prime Box BrazilSomos feitos de histórias. Sua programação apresenta conteúdos de ficção, documentários e animações. Contempla a diversidade da produção audiovisual independente brasileira exibindo longas, médias e curtas-metragens, além de obras seriadas.

 

Music Box BrazilO palco da música brasileira.  O canal leva ao ar 24 horas de programação exclusivamente voltada ao melhor da música brasileira. Exibe shows, videoclipes, documentários, entrevistas e programas exclusivos com os principais nomes do cenário nacional.

Travel Box BrazilA vida é uma viagem. O canal apresenta o Brasil e o mundo pelos olhos dos brasileiros. As experiências de viagem dão o tom da programação através da cultura, dos esportes, da fotografia, da gastronomia, da pesca e do lazer. No Travel Box Brazil, o caminho é mais importante que o destino.

FashionTVTá na moda, tá no FashionTV. A excelência do mais importante canal de moda do mundo, presente em mais de 100 países, aliada ao melhor da produção nacional. Apresenta uma programação que é referência para o público conectado ao mundo fashion: cobertura das principais semanas de moda, entrevistas exclusivas com estilistas e modelos, notícias, making ofs e fashion films.

BOOM TVUm canal para toda a família. Canal de filmes e séries dublados que exibe sucessos dos grandes estúdios internacionais e nacionais, entre eles, Universal, Sony, HBO, Disney e Paramount. O canal é distribuído exclusivamente para os mercados de Angola e Moçambique.

Os canais atingem diariamente mais de 36 milhões de pessoas no Brasil e são distribuídos pelas principais operadoras do país, entre elas NET, Claro, Vivo, Oi TV e Algar. No mercado internacional, os canais estão presentes nas plataformas Amazon Prime, TeleUP, Brusa, entre outras operadoras.

Plataforma de Conteúdo ON DEMAND

Box Brazil Play – A empresa conta com sua plataforma de conteúdo ON DEMAND que disponibiliza seus canais e seus principais conteúdos aos assinantes das operadoras de TV por Assinatura e também para assinantes exclusivos da plataforma.

Branded Content

O Grupo Box Brazil conta com a Out Of The Box, empresa de branded content com foco na produção de conteúdo sob medida para marcas.

Cassia Kis

Nascida em São Caetano do Sul estado de São Paulo, iniciou sua carreira no teatro amador, integrando-se em um grupo que apresentava espetáculos na periferia e participava de festivais amadores. Durante dez anos, fez vários trabalhos em teatro, incluindo espetáculos infantis em escolas. Foi convidada pelo diretor Ulysses Cruz para integrar a sua companhia amadora na peça “Alice, O Que Uma Menina Bonitinha como Você Faz num País como Esse, de Paulo Afonso Grisolli. Depois, atuaria na peça Coronel dos Coronéis (1980), de autoria de Maurício Segall, muito elogiada na época.

Fez sua estréia na televisão em 1979, na novela Cara a Cara, da TV Bandeirantes. Ainda em São Paulo, chegou a trabalhar em anúncios comerciais. Em 1981, mudou-se para o Rio de Janeiro.

Aos 24 anos, já fazendo peças teatrais pelo Rio, foi aprovada, e conseguiu se tornar aluna da Fundação das Artes, uma das melhores escolas de música e teatro da América Latina. Assim ela pôde ter uma formação profissional, desempenhando mais e mais seu talento. Começou a fazer escola de teatro com o diretor Silnei Siqueira para aprimorar suas técnicas.

Seu primeiro trabalho profissional no Rio foi no espetáculo Quem Governa o Rei?, de Paulo Afonso Grisolli. Ainda no início dos anos 1980, por intermédio do ator Luiz Armando Queiroz, fez um teste e foi aprovada para trabalhar no elenco do programa As Aventuras do Tio Maneco, da TV Educativa.

Estreou na TV Globo em 1983, atuando em dois episódios do Caso Especial. No ano seguinte, fez o papel de uma freira na minissérie Padre Cícero, e, logo em seguida, foi convidada pelo diretor Wolf Maya para trabalhar na novela Livre para Voar, quando viveu uma solteirona sisuda. Seu primeiro personagem de maior repercussão veio em 1985, na novela Roque Santeiro, em que interpretou Lulu, mulher do negociante Zé das Medalhas. Em 1987 foi Silvana na novela Brega e Chique de Cassiano Gabus Mendes.

Tornou-se ainda mais conhecida por sua atuação em Vale Tudo, de 1988, que mobilizou os telespectadores em torno do assassinato da vilã Odete Roitman. Em 1990, transferiu-se para a TV Manchete, onde trabalhou na novela Pantanal, na qual interpretou Maria Marruá. No mesmo ano, voltou para a TV Globo, a tempo de protagonizar a novela Barriga de Aluguel. Na trama, a atriz viveu o drama de uma mãe que decide alugar a barriga de uma mulher mais jovem, para realizar o sonho de ter seu filho.

Entre seus papéis preferidos, aponta a personagem central de Mamãe Coragem, em 1992, um dos episódios do Você Decide. Na história, interpretou uma catadora de lixo, mãe de cinco filhos, cujo dilema é vender ou não uma das cinco crianças para salvar as demais.

Em 1993, despontou na telinha como Ilka Tibiriçá, a cômica solteirona cheia de trejeitos e com visual anos 1960, da novela Fera Ferida.

Em 2001, a vilã Adma da novela Porto dos Milagres, obteve grande repercussão na mídia, tanto por parte do público quanto da crítica, tendo recebido o Prêmio Contigo! e o Troféu Imprensa de Melhor Atriz.

Nos anos 2000, além do trabalho em novelas, voltou a participar de minisséries da TV Globo. Trabalhou em Um Só Coração, de 2004, em Mad Maria, de 2005, de e em JK, de 2006, quando viveu uma mulher reprimida pelo marido, em outro de seus grandes momentos na TV.

Em 2009, viveu a carola Mariana na segunda versão de Paraíso, em que sua personagem era mãe da protagonista Maria Rita “Santinha”.

Em 2011 despontou como a bondosa e humilde Dulce em Morde & Assopra, com seu jeito inocente e sua atuação dramática, o papel lhe rendeu o Prêmio Melhores do Ano do Domingão do Faustão na categoria Melhor Atriz Coadjuvante.

Em 2012, interpretou a diabólica vilã Melissa, na trama das seis, Amor Eterno Amor. Em 2014, viveu a ex-prostituta Carolina, na minissérie Amores Roubados. Também em 2014, integra o elenco do remake de O Rebu, como a advogada Gilda, além de ser escalada para Felizes Para Sempre, remake da minissérie Quem Ama não Mata, que foi ao ar no início de 2015. E ainda em 2015 voltou ao ar na novela das 9, de João Emanuel Carneiro, como a doce Djanira.

Sempre preocupada com as questões sociais, participou, em 1989, de uma campanha do Ministério da Saúde brasileiro, sobre a prevenção do câncer de mama. Em 2006, foi madrinha, no Brasil, da Semana Mundial do Aleitamento Materno, promovida pela Sociedade Brasileira de Pediatria e pelo Ministério da Saúde.

No teatro, a sua última participação foi na peça “O Zoológico de Vidro” em 2009 tendo recebido o mérito de Melhor Atriz Teatral Drama no Prêmio Arte Qualidade Brasil.

No cinema, esteve em mais de 15 filmes entre eles Bicho de Sete Cabeças (2001), de Laís Bodanzky, por ele ganhou o Troféu de Melhor Atriz Coadjuvante no CINE PE Festival do Audiovisual. Os filmes que participou foram Memórias do Cárcere – 1984,O País dos Tenentes

– 1987, Ele, o Boto – 1987, A Grande Arte – 1991, A Hora Marcada – 2000, Bicho de Sete Cabeças – 2001,Tapete Vermelho – 2006, Ódiquê? – 2006, Chega de Saudade – 2007, Não por Acaso – 2007, Meu Nome Não É Johnny – 2008, A Festa da Menina Morta – 2008, Os Inquilinos – 2009, Bróder – 2010, Chico Xavier – 2010, Billi Pig – 2012, Encantados – 2014, Boa Sorte – 2014, Redemoinho – 2017 e Real – O Plano Por Trás da História – 2017.

A sua história na dramaturgia brasileira é ímpar. É com certeza o maior talento feminino na arte de interpretar, tendo recebido muitos troféus durante a sua carreira. É por esta razão que o CINE PE 2017 tem o maior orgulho desta “singela” homenagem que lhes proporcionamos, entregandos-lhe o TROFÈU CALUNGA de OURO.

Rodrigo Santoro

Estudante de jornalismo da puc, o artista rodrigo santoro é um dos mais famosos e talentosos atores do brasil e com uma carreira internacional consolidada. cursou a oficina de atores da rede globo quando foi reprovado num teste para a minissérie sex appeal. mas não se deixou abater e, naquele ano mesmo, conseguiu um pequeno papel na novela olho no olho. depois, entrou no elenco de pátria minha. em 1995 ganhou seu primeiro grande papel na televisão, o serginho, de explode coração. em 1997 viveu um dos personagens centrais da novela o amor está no ar. no ano seguinte, interpretou um frei que se apaixona por uma prostituta na minissérie hilda furacão. em 1999 viveu o problemático pintor eliseu na novela suave veneno. em 2001 integrou o elenco da novela estrela-guia, onde viveu o charmoso e sedutor carlos charles. atuou no longa-metragem abril despedaçado, de walter salles, indicado ao globo de ouro, em 2002, como melhor filme estrangeiro, onde interpretou tonho, um homem quieto do sertão, sujo de lama dos pés à cabeça. interpretou também o travesti lady di, do filme carandiru, de hector babenco, em 2003. nesse mesmo ano, integrou o elenco da novela mulheres apaixonadas, onde viveu o boa-vida diogo. durante esse trabalho, pediu o afastamento temporário da novela, a fim de se lançar na carreira internacional. nesse período, filmou uma participação na produção americana charlie’s angels: full throttle. também nesse ano, esteve presente no filme inglês love actually.

Protagonizou duas jornadas da minissérie hoje é dia de maria. e em 2006 estreou na televisão internacional ao interpretar paulo, personagem da terceira temporada da série lost, que estreou no brasil, em março de 2007.

Em 2007 apareceu como vilão na produção canadense 300, do diretor zack snyder. na história, adaptada dos quadrinhos de frank miller e lynn varley, despontou como o rei persa xerxes i, papel para o qual teve que raspar completamente o cabelo e cobrir o rosto com dezenas de piercings. pela sua atuação, foi indicado, ao lado dos premiados jack nicholson e meryl streep, para o prêmio mtv movie award de melhor vilão.

Mesmo com uma carreira já estável fora do brasil, afirmou que não pretende abandonar o cinema e a televisão brasileiros. em 2008, para viver um dos protagonistas do longa os desafinados, aprendeu a tocar piano e, em 2009, retornou à tv ao fazer uma participação especial na minissérie som & fúria. em 2010, no longa-metragem meu país, interpretou marcos, um executivo, casado e bem-sucedido. em 2015, iniciou as filmagens do remake de ben-hur no papel de jesus cristo, e em outubro do mesmo ano, é confirmado que o ator fará sua volta às novelas após 12 anos em velho chico, escrita com a autoria de benedito ruy barbosa

Atualmente o ator pode ser visto na segunda temporada da série westworld, onde interpreta seu hector escaton, “anfitrião” do parque que encarna o típico vilão de velho oeste.

Filmografia/ televisão

1993 olho no olho

1994 pátria minha

1995 explode coração

1996 sai de baixo a comédia da vida privada

1997 o amor está no ar

1998 hilda furacão

1999 suave veneno

2001 os normais

2001 estrela-guia

2002 pastores da noite

2003 mulheres apaixonadas

2005 hoje é dia de maria hoje é dia de maria – segunda jornada

2006 lost

2009 som & fúria

2010 afinal, o que querem as mulheres? papai noel existe

2012 as brasileiras

2016 velho chico

2016 westworld

2017 o anjo de hamburgo

cinema

ano título

1996 depois do escuro

1998 como ser solteiro

1999 o trapalhão e a luz azul o pequeno stuart little

2001 bicho de sete cabeças abril despedaçado

2002 o pequeno stuart little 2

2003 the roman spring of mrs. stone carandiru charlie’s angels: full throttle love actually

2004 a dona da história

2006 300

2007 não por acaso

2008 live, love, laught, but… os desafinados redbelt leonera che

2009 i love you phillip morris post grad recém formada

2010 talking with dog manual para se defender de alienígenas, zumbis e ninjas there be dragons

2011 meu país rio homens de bem

2012 hemingway & gellhorn heleno quem se importa what to expect when you’re expecting reis e ratos

2013 the last stand uma história de amor e fúria

2014 300: rise of an empire rio 2 jane got a gun

2015 golpe duplo the 33

2016 ben-hur

 

Kátia Mesel

A premiada cineasta pernambucana Katia Mesel, está completando esse ano cinco décadas de realização audiovisual, documentação e divulgação da cultura pernambucana, da qual faz parte “com muito orgulho”.

Com mais de 300 obras audiovisuais realizadas todas as bitolas (8mm, Super 8, 35 e 16mm), vídeo em todos os suportes, (VHS, U Matic, Beta Cam, MiniDV), todos os gêneros, mídias, duração (curtas, medias e longas metragens), comerciais, educativos e culturais, programas de televisão, videoclipes, campanhas, projetos coletivos, nacionais e internacionais, nas mais diversas linguagens do audiovisual. Katia Mesel é um exemplo para todas as mulheres de Pernambuco e do audiovisual brasileiro, pois é pioneira em vários aspectos: é a primeira mulher a fazer cinema em Pernambuco, a primeira mulher a participar de um festival de cinema nacional, a II Jornada de Cinema da Bahia, em 1973, o primeiro realizador de Pernambuco a aprovar um projeto na Embrafilme, em 1984, o curta em 35mm OH DE CASA, sobre Gilberto Freyre. Foi a primeira cineasta a ter um programa de televisão, independente, semanal, na TV Pernambuco, o Pernambucanos da Gema, realização da ARRECIFE Produções, sua produtora, fundada em 1981.

Katia continua produzindo seus filmes e divulgando no Brasil e no exterior

FILMOGRAFIA DE Katia Mesel

1968 à 1978 – Katia Mesel realizou 20 Documentários em Super 8

1984- “BAJADO – UM ARTISTA DE OLINDA” Documentário em 35mm – 12 min

1985- “OH DE CASA” Documentário em 35mm – 10 min

1986- “OLINDA SÓ RISO” Ficção em 16mm – 18 min

“A TRAJETORIA DE ALOISIO MAGALHÃES” Longa Metragem em 35mm

Direção – Otavio Bezerra

“SULANCA” Documentário em 35mm – versões de 40 min e 13 min

1987- “SÃO JOÃO EM SANTA CRUZ” Documentário em 35mm – 8 min

“MERCADORES DE SÃO JOSÉ” Documentário em 35mm. 10 min

1991 a1993 – realizou 200 documentários em vídeo para o programa PERNAMBUCANOS DA GEMA na TV Pernambuco.

1998-“RECIFE DE DENTRO PRA FORA” Documentário 35mm -15 min

– “ E UM LAGOSTIN PRA BELISCAR Ficção em 35mm – 6min

1999 – “DAR REALIDADE AO SONHO Documentário em 16mm – 8 min

2000 – “TÔ LIGADA” Documentário em vídeo Digital – 6 min

– Diretora assistente de Nelson Pereira dos Santos, para o filme “Gilberto Freyre, O Cabral Moderno”.

2002 – “CHAUDRON”Documentário em vídeo Digital – 12’ produzido no INA/ França

2003 – “MENDY” Longa Metragem em 35mm – produção americana

Direção – Adam Vardy Produção Local

2004 – “YEMANJÁ OGUM TÉ” Documentário em vídeo Digital – 7 min

2005 – “FORA DO EIXO” Documentário em vídeo Digital – 15 min

2006 – BERNARD LAVILLIER E O CARNAVAL DE PERNAMBUCO

Documentário em vídeo – 50 min – para a TV Francesa F4 Produção Local

2007 – “REZAS, CURAS E MITOS” Documentário vídeo Digital – 15 min

Consultoria e Supervisão

“CENÁRIO DO CARNAVAL- OLINDA” Documentário vídeo Digital 13´

“OLINDA – 1ª CAPITAL BRASILEIRA DA CULTURA”Doc Digital 5 min

2007 – “CENÁRIO DO CARNAVAL- OLINDA”Documentário Digital – 13 min

– “SEGURANÇA E MOBILIDADE” vídeo institucional para SERTTEL 10’

2008 – PROGRAMAPERNAMBUCANOS DA GEMA:

Roteiro, Produção, Direção, Direção de Arte

– A BODEGA DO VÉIO

– CAVALO MARINHO NA LUMIARA ZUMBI – Mestre Salu

– XILOGRAVURAS – J Borges

– VISÕES DE UM PARAÍSO TRANSFIGURADO – Jairo Arcoverde

– FAROIS – Lula Cortes

– GARRAFADA – Mercado de São José

– SETE LUAS DE SANGUE – Tereza Costa Rego

– TRANSFORMAÇÕES – Tiago Amorim

– JOIAS – Edmilson Menezes

– NOITE DOS TAMBORES SILENCIOSOS – Marcio Carvalho

– AZULEJOS – Raul Lody

– AÇÚCAR – Gilberto Freyre Neto

– A MÍSTICA DO MERCADO

– DESENHOS – Cavani Rosas

– ROCK SANTEIRO

– LUZ DIVINA

– PALAVRA HUMIDA – Cia dos Homens

– SUDARIANAS – Josael Oliveira

 

 

– GENINHA

– ALAIANDÈ XIRÊ

– FESTA DA OXUM

– OS CABOCLOS GIGANTES – Cavani Rosas

– LUCIANO PINHEIRO

– OFICINA DO SABOR – Cesar Santos

– O GRANDE COLECIONADOR – Liedo Maranhão

– GALINHA DE CABIDELA

– A MANDIOCA

– ISAAR

– FABRICA DE ALEGORIAS

-TAPIOQUEIRAS DO ALTO DA SÉ

-TEATRO – Murilo Freire

– SÃO JOÃO

– FORTE ORANGE – Hannedea

2009 – PARA VER OLINDA Vídeo Digital – 6 min

– PARA VIVER OLINDA Vídeo Digital – 6:30 min

– PARA CRESCER EM OLINDA Vídeo Digital – 7 min

2010- Volta com o programa PERNAMBUCANOS DA GEMA na TV PE

Tem seus documentários exibidos na TV por internet: BLINKX BRASIL/ ELO Curadoria da Mostra CINE FLIPORTO e do ECO CINE NORONHA

Oficina de produção no Ponto de Cultura Mãe Amara

2011 -O ROCHEDO E A ESTRELA longa metragem em 35mm

– ROSANA Vídeo Digital – 2’45’’

2012- CASA COMIGO? Vídeo digital filmado na França – 6´

-A GIRA Vídeo arte –Premio de realização do II Edital Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras – 16 minutos. PETROBRAS, FUND. PALMARES, CADON 2013 – 30 SEGUNDOS CONTRA O CRACKcampanha para televisão aberta – vídeo PEDRA BUBÒNICA 30”

– RECONHECENDO DIFERENÇAS, CONSTRUINDO CIDADANIA DVD com 15 obras de KM distribuído na rede pública municipal de ensino

2014 – O MAGO DAS ARTES – Lula Côrtes Documentário 23’ Prêmio do Edital do Audiovisual do FUNCULTURA/PE 2015 – MUNGANGA DE BOIADEIRO Clip da música de autoria de Mestre Xocó

2016 – JURI de longa metragem e Master ClassnoFestival Internacional de Cine, Antofagasta- Chile.

2017 – Festival de Cinema Brasileiro de Toronto

Patrocinador Master

Patrocinador

Co-Patrocinador

Apoio Institucional

Apoio Cultural

Promoção

Realização